o Grajaú e o extremo sul.

 

Um recorte de pensamentos e realidades.

O documentário “Grajaú onde São Paulo começa” mostra o bairro mais populoso da metrópole  e alguns de seus movimentos mais ilustres. Com incentivo do VAI, da Secretaria Municipal de Cultura, mais um grande trabalho é feito para divulgar a região.

O vídeo me deu uma injeção de coragem e uma vontade provocar a cidade para que ela olhe esse canto tão lindo e cheio de peculiaridades. Assistir ao vídeo me deu mais orgulho da minha região e fiquei ainda mais fã de MauroTim e das pessoas do extremo sul!

a cultura, os movimentos, a vida, as experiências, os direitos humanos, os saraus, o maniFestão, os valores, a música, os músicos, o cheiro, o meio ambiente, a arte, os artistas, o rap, a simplicidade, o ImaRgem, a história, as histórias, o pagode da 27, a fotografia, a paisagem e afins!

“O mundo é diferente da ponte pra cá
Não adianta querer ser, tem que ter pra trocar,
O mundo é diferente da ponte pra cá…” – Racionais Mc’s

 

Anúncios

coisas do processo.

Aprendizado, pessoas novas, idéias sonhadas, pensamentos abstratos, amigos novos, café filosófico repentino, medo, tensão, vida nova, descobertas, cheiros estranhos, direitos humanos, miséria, realidade discutível, simpatia sincera, fome de comida, paisagens inesperadas, 2 faltas no trabalho, compreensão e afins…

Aprendi que tenho que sair mais da frente do meu computador e procurar os processos criativos para ajudar…

Obrigada Agentes Marginais do ImaRgem, Gorete, D. América, Vico, Spina, Maristela, Criolo e um monte de gente que ainda está por vir…
É, por ainda não acabou, mas já está valendo a pena…

Frase que marcou o processo:

‎”os caras falam de violência, mas pra mim é um pacote: o desemprego é uma violência, falta de perspectiva é uma violência. A falta de áreas de lazer para os jovens é uma violência. A fome é a maior de todas as violências.” Ivan Cariri – Projeto Morro da Macumba

Por Mariana Belmont

por Mariana Bernun