pode falar.

tinha dias que ele não aparecia todo bonito.
um dia ela deixou ele ir, pediu pra ele trancar o portão, afinal o cachorro sempre fugia. ele sabia disso.

ela se trancou no oco, no vazio.
ele ligou, ela não atendeu, ele chamou ela não atendeu.

ela sucumbiu ao pânico, queria aquele cheio outra vez, talvez a última vez.
ele ligou, ela não atendeu, ele chamou ela não atendeu.
e não soube mais o que dizer.

teve o dia que ele não ligou, não chamou no portão, aquele dia foi um inferno.
ela teve saudade de compartilhar felicidade, mas não havia nem sequer um sorriso,
sem ele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s