lençol amassado.

Eu só queria que você passasse aqui hoje para dizer que foi horrível e que não é mais necessário tentar, pode fazer isso? Vou chorar, vou sorrir e vou tentar desfazer o não, mas vou desejar estar ali e mesmo que seja a despedida eu acho necessário sofrer, como sempre, para saber o que você está pensando.

Você sumiu há um mês e agora reaparece com um e-mail amargo como se nada pudesse ser como antes, mas que antes? Nunca houve nada, nunca me deixou ser nada, não houve nada, mas a porta sempre esteve aberta e o colchão ainda está lá com o lençol amassado e tudo está fora do lugar.

Era quase o fim de tudo, mas você reapareceu e as coisas passaram do ponto, de novo, mas sumiu e eu fiquei aqui sentada no colchão. Eu estive andando o mesmo caminho que sempre andei e você continuava se escondendo de mim só para fugir da verdade.

Passa aqui e me deixa te olhar, sentir seu cheiro, tocar e me dá um último beijo e vamos ver se as coisas acontecerem como da última vez. Não estou pedindo para ficar, só quero te olhar e entender o que me faz viver assim por alguém como você.

Então volta? Mas vem hoje e não precisa bater só entra devagar. Vou deixar a casa aberta e já escuto os teus passos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s